• Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Mandioca

04/06/2016

 

O bate-papo com Petria Chaves no Revista CBN 

http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/cozinha-cordial/2016/06/04/MANDIOCA-E-UM-ALIMENTO-MUITO-GENEROSO-E-VERSATIL.htm

 

 

Nhoque de mandioca com manteiga de ervas

 

Ingredientes

 

1 Kg de mandioca cozida e amassada

2 gemas

2 colheres de sopa de manteiga sem sal

1 colher de sopa de sal

1 colher de café de noz-moscada

50g. de queijo parmesão ralado (na hora, se possível)

200g. de farinha de trigo (caso vc precise dar o ponto à massa)

 

Manteiga de ervas

150g. de manteiga sem sal

Manjericão fresco a gosto

Salsinha a gosto

Orégano a gosto

Tomilho fresco a gosto

Sal

Pimenta do reino

 

Modo de fazer

 

Depois de cozida, amassada e resfriada a mandioca, junte à ela os outros ingredientes, deixando a farinha por último.

Como lhe disse no início do post, pode ser que nem precise dela. Se for o caso, acrescente-a aos poucos até obter o ponto de massa firme, maleável para fazer os rolinhos que se transformarão no nhoque.

Sob uma superfície enfarinhada, faça os rolinhos e corte os nhoques. Em uma panela grande cheia com água fervente e um pouco de sal, despeje os nhoques e espere que eles subam à superfície. Subiu, estão cozidos. Retire-os com uma escumadeira e se não for servi-los imediatamente, mergulhe-os em água fria para que cesse o cozimento.

 

Em uma frigideira, acrescente todos os ingredientes para o molho e, em fogo baixo, derreta a manteiga. Feito isso, desligue o fogo.

Junte o nhoque à essa manteiga e, com cuidado, envolva-o por inteiro.

Nhoque pronto. É só se esbaldar.

 

 

Mané pelado

 

Quando comecei a dar os primeiros passos na cozinha, o que mais fazia eram bolos. Com um

paladar ainda infantil, os preferidos eram sempre os de chocolate ou formigueiro com bastante calda.

Os anos se passaram e os bolos deram lugar a outras experiências. De uns tempos pra cá, porém, tenho me dedicado a eles com mais frequência. Um deles é unanimidade entre os amigos – acaba sempre num piscar de olhos. E tem um nome bem peculiar – Mané Pelado.

 

Diz a lenda que o bolo foi batizado com esse nome curioso porque um agricultor que, por superstição (ou exibicionismo?) colhia a mandioca sem roupa.

Já vi muitas receitas de Mané Pelado por aí. Mas a que mais gosto (e a que sempre faço) é a da banqueteira Tata Cury.

 

Ingredientes

 

1 prato fundo de mandioca ralada no ralo grosso

½ prato fundo de queijo meia cura ralado

½ prato fundo de coco ralado

4 ovos inteiros

2 colheres de sopa de manteiga sem sal em temperatura ambiente

2 xícaras de chá de açúcar

200 ml de leite de coco

1 colher de sopa de fermento em pó

 

Modo de fazer

 

Misture bem todos os ingredientes, deixando o fermento por último. Você vai perceber que a 

mandioca, depois de ralada, solta um líquido. Não se preocupe, nem jogue-o fora. Ao juntar os 

ingredientes, esse líquido vai persistir. É ele que vai dar liga ao bolo.

 

Despeje em assadeira untada e leve em forno a 200°C, preaquecido, por cerca de 40 minutos. 

A consistência é quase que de uma cocada de forno. Fica delicioso com uma caneca de café forte. 

 

Please reload

Recentes

29/09/2019

15/09/2019

18/08/2019

02/06/2019

Please reload